Tratamento de patinhos para várias doenças

As doenças dos patos deixam qualquer agricultor ou uma pessoa criando pássaros nervosos. Se você decidir ter aves em casa, ou seja, patos, deve descobrir quais doenças dos patinhos são consideradas as mais comuns, que tratamento pode ser adotado para ajudar os patinhos doentes a tempo.

Doenças do pato

O que causa doenças de pato

Além disso, o proprietário dos pássaros deve tratar os animais com amor, é necessário prestar-lhes cuidados constantes, criar condições normais para manter os pássaros e também prestar a devida atenção às medidas preventivas de doenças características neles. Descobrimos o que causa as doenças mais comuns dos patinhos:

  • Erros nas condições de detenção (temperatura inadequada, presença de correntes de ar, ventilação inadequada, limpeza rara e de baixa qualidade, etc.).
  • Má nutrição (alimentação desequilibrada, comida estragada, água obsoleta).
  • Cuidados médicos inadequados (falta de profilaxia, vacinação e exames regulares).

Listamos as principais razões, seguidas pelo desenvolvimento de certas doenças. É hora de começar a descrever as doenças características que os patos sofrem, independentemente de serem mantidos em casa ou no ambiente natural. O primeiro a descrever um grupo de doenças que combinam doenças não infecciosas de patos, ou seja, aquelas que não são transmitidas do pato para outras aves e vice-versa.

Doenças não transmissíveis

Deficiência de vitamina (deficiência de vitamina)

A falta de vitaminas ou deficiência de vitaminas é bastante comum em aves domésticas, incluindo patos. Como reconhecer a doença? Os seguintes sinais podem indicar o fato de que o pato precisa de nutrição fortificada adicional:

  • Garotas não estão ganhando peso.
  • O crescimento jovem ocorre em um ritmo lento.
  • A taxa de sobrevivência do pintinho é baixa.
  • O apetite de animais jovens e animais adultos é baixo.
  • Os patos se tornaram menos ovos.

Para resolver esses problemas é bastante simples, basta fazer alguns ajustes na nutrição dos patos, introduzindo as vitaminas ausentes no alimento. Uma das opções é mudar para alimentos prontos, pois levam em consideração a necessidade de aves em certas vitaminas ou minerais. Vale a pena prestar atenção a ingredientes como:

  • óleo de peixe;
  • farinha moída com grama;
  • grama verde fresca;
  • lentilha-d'água, etc.

Raquitismo (raquitismo)

Infelizmente, os patos sofrem de raquitismo. A doença ocorre devido ao fato de o pato não receber vitamina D. Isso se deve a duas razões:

  • falta de passeios ao ar livre;
  • má nutrição.

Sintomas e tratamento de patinhos e adultos:

  • crescimento lento de massa;
  • lesões freqüentes nas patas devido à fragilidade dos ossos e às patas não mais tão fortes;
  • a casca do ovo perde sua densidade, freqüentemente quebra;
  • o bico fica visivelmente menos duro;
  • as patas estão dobradas (isso é perceptível em muitas fotos e vídeos de pássaros).

Para evitar o desenvolvimento de raquitismo, é necessário monitorar cuidadosamente a nutrição do pato. Recomenda-se adicionar óleo de peixe, fermento de pão ao cardápio e comprar alimentos com alto teor de vitaminas. Paralelamente, você precisa expulsar o cisne para passear com bom tempo, é aconselhável não perder um único dia de sol.

Fezes comprometidas (diarréia)

Diarréia em patinhos é uma ocorrência comum. Em muitos casos, o distúrbio das fezes ocorre devido ao fato de o menu das aves não possuir vitaminas suficientes, mais precisamente a vitamina B. Paralelamente à diarréia, pode-se observar os seguintes sintomas:

  • cãibras, espasmos involuntários;
  • paralisia (na maioria das vezes uma ou segunda perna, menos frequentemente - duas);
  • desaceleração perceptível no ganho de peso;
  • penas com babados (os patos fazem isso quando as penas congelam ou secam).

Para evitar o desenvolvimento de diarréia devido à falta de vitamina B, vale a pena adicionar farelo, grama fresca e grãos de alta qualidade aos alimentos.

Canibalismo

O canibalismo é uma condição na qual os patos podem bicar a pele ou a pele de outro pássaro antes da formação de feridas. Por que isso está acontecendo? O canibalismo entre patos surge devido à violação das condições de detenção: luz muito forte na casa, economizando espaço no quarto, como resultado do qual patos e patinhos ficaram lotados. Erros podem estar na dieta: baixo teor de proteínas nos alimentos.

O canibalismo pode ser previsto pelos seguintes sinais:

  • o pato se comporta de maneira incomum, mostrando preocupação
  • frequentemente limpa penas;
  • algumas pessoas mostram penas quebradas e sangue fluindo através delas.

Se um dos patos tiver esses sintomas, você precisará analisar a dieta das aves e introduzir uma quantidade maior de proteínas, além de revisar as condições de detenção: talvez seja a hora de aumentar o território da casa.

Patologia do esôfago

Alterações patológicas no esôfago em patos são manifestadas por seu bloqueio, especialmente a doença é diagnosticada em animais jovens. Na maioria dos casos, a causa é a predominância de alimentos secos sobre alimentos úmidos, bem como uma pequena quantidade de água potável. Nesse caso, os seguintes sintomas são observados:

  • ao nadar ou se mover, a falta de ar é observada nos pássaros;
  • o bico está em um estado entreaberto;
  • a marcha muda, os degraus são incertos, o pássaro cambaleia, manca e cai de pé.

Se você não começar a prestar assistência em tempo hábil, existe o risco de perder toda a população. Vale a pena dizer que você pode ajudar o pato em casa, é muito simples fazer isso: você deve abrir a garganta amplamente e derramar 15-30 ml de óleo de girassol lá. Depois disso, é importante aguardar 2-5 minutos e apertar o plugue de comida pela boca.

Estomatite em patos

Esta doença é mais comum em gansos e patos jovens, mas, com base em estatísticas, é rara e não se generaliza. Uma característica da doença pode ser chamada sazonalidade, já que o pico geralmente ocorre na primavera ou no outono. Os sintomas da doença do pato são os seguintes:

  • vermelhidão da cavidade oral;
  • a língua pode aumentar ligeiramente de tamanho, inflamar-se;
  • o pássaro come mal, pois não pode mastigar e engolir comida.

É importante iniciar o tratamento em tempo hábil para que a estomatite não se desenvolva em um estágio crônico. O proprietário deve revisar a dieta, compensar uma possível deficiência de vitaminas. Para aliviar a inflamação, você precisa enxaguar a garganta de um pato com qualquer anti-séptico, pode comprá-lo em uma farmácia.

Enterite não infecciosa

Esta doença também afeta patos jovens com mais frequência. A causa da enterite viral não infecciosa pode ser má nutrição, água estagnada. A enterite é freqüentemente confundida com intoxicação alimentar ou paratifóide, pois seus sintomas se sobrepõem:

  • diarréia (pode ser fezes verdes ou amarelas);
  • fraqueza geral;
  • perda de peso
  • baixa produção de ovos.

Para normalizar a condição do pato, você precisa derramar uma solução fraca de permanganato de potássio na garganta por vários dias em paralelo com a água, para que a enterite viral possa ser superada em pouco tempo.

Quais doenças são encontradas na área genital?

Peritonite em patos

No sistema reprodutivo dos patos, a peritonite é mais comum. Afeta a doença das fêmeas, em drakes é muito menos comum. O que pode causar o desenvolvimento da doença:

  • crueldade ao lidar com um pássaro;
  • um excesso de proteína na dieta.

O pato com peritonite sofre fortes dores de corte no abdômen. O pássaro comporta-se inquieto, espasmos, espasmos são raros. Vale dizer que a peritonite nem sempre é tratada; portanto, deve-se prestar mais atenção à prevenção - manter a limpeza da casa, tratar os patos com amor.

Doenças dos Ovidutos

Nos patos, uma doença como prolapso do oviduto a partir do ânus é encontrada, sendo diagnosticada apenas em fêmeas. A causa do desenvolvimento da doença é o aparecimento de ovos muito grandes, o que danifica a estrutura do oviduto. O início da doença é indicado por diarréia ou, inversamente, constipação, após o que o oviduto cai gradualmente. O proprietário pode ajudar o pássaro sozinho em casa, basta definir o oviduto em sua posição normal.

Para aliviar a dor, um pequeno pedaço de gelo pode ser inserido na abertura do oviduto. Isso reduzirá o inchaço e removerá o sangramento, se houver. Se depois disso for difícil apressar o pato, o buraco será lubrificado com qualquer pomada, por exemplo, vaselina.

Doenças Infecciosas de Patos

Coccidiose

Coccidiose em patos adultos é bastante comum. No entanto, nesta ave, a doença prossegue de forma mais grave, afetando não apenas os órgãos digestivos, mas também o sistema urinário, o que muitas vezes leva ao fato de que os rins ou o fígado falham em patos, como na hepatite. A doença costuma surgir nas fazendas onde os pássaros são mantidos em condições inadequadas, em casas sujas e apertadas. Vale dizer que a coccidiose está se espalhando rapidamente entre as famílias, porque as rotas de transmissão são água potável, lagoas e alimentos comuns. Além disso, as pessoas podem transferir oocistos, por exemplo, na sola dos sapatos, usando produtos de limpeza em salas com animais e pássaros.

Sintomas da doença:

  • O pássaro fica letárgico, fraco, prefere não se mexer, senta-se e não se levanta.
  • O apetite piora, logo desaparecendo completamente, enquanto a sede, pelo contrário, está crescendo.
  • Vilify emplumado (fezes espumosas com uma mistura de sangue).
  • A pele e a mucosa ficam pálidas, os olhos também.
  • O bócio de um pato é esticado e não se senta.
  • A plumagem está desarrumada de forma estável.
  • Os patos, especialmente os patinhos, perdem peso rapidamente.
  • No estágio terminal da coccidiose, a ave emplumada cai, a paralisia completa ocorre 4-7 dias após a infecção e termina com uma morte inevitável, as penas morrem dolorosamente.

Qual deve ser o tratamento da coccidiose? Primeiro, o pássaro doente precisa ser reassentado em uma casa separada para evitar a propagação de oocistos. A partir do momento em que os primeiros sinais aparecerem, inicie a terapia com norsulfazol, acrescentando-o à bebida. Paralelamente, eles dão um segundo antibiótico, o osarsol.

É importante calcular corretamente a dose do medicamento de acordo com as instruções.

Bons resultados foram mostrados por outro medicamento com efeito antimicrobiano - furazolidona. Sua diferença é que não é produzido em bebida, mas em ração.

No entanto, como em qualquer doença, a prevenção ainda é o melhor tratamento. Para impedir o desenvolvimento de coccidiose em sua casa, você precisa seguir estas recomendações:

  • Mantenha os animais jovens separados dos adultos.
  • Limpe os quartos com animais e pássaros a tempo.
  • Realize uma desinfecção completa das casas de tempos em tempos.
  • Use produtos de limpeza separados para cada quarto.
  • Alimente os patos adultos de maneira equilibrada, eles devem receber uma quantidade suficiente de vitaminas e minerais.
  • Para prevenção aos 14 dias de idade, dê aos patinhos uma dose de norsulfazol e repita o curso a cada 2-3 meses.
  • Não se esqueça de dar laticínios aos alimentos do caldo de galinha: kefir, iogurte, iogurte, soro de leite, etc.

Colibacilose em patos

Patinhos muitas vezes sofrem de colibacteriose, ou doença do músculo branco. Externamente, a doença se manifesta com sintomas de toxicose, como fraqueza, letargia, apatia aumentada, diarréia e vômito, acompanhados de febre e sensação constante de sede.

O que causa o desenvolvimento de colibacteriose:

  • Umidade interna muito alta.
  • Má ventilação ou sua completa ausência.
  • Erros na nutrição do pato.

Apesar de inicialmente a doença parecer inofensiva, em 70% dos casos ela causa a morte da ave. Infelizmente, não há tratamento adequado para a colibacilose, portanto, para evitar a propagação da doença no gado, os indivíduos doentes terão que ser mortos e suas carcaças queimadas.

Aspergilose

O agente causador da aspergilose do pato é um fungo. Quando entra no corpo de um pássaro, o estado de saúde da asa alada piora acentuadamente, o peso diminui, surgem problemas respiratórios e um insubstituível sentimento de sede. Em casos raros, a doença se desenvolve de forma crônica, e o pato se torna a propagação de um fungo perigoso.

Esta doença é difícil de tratar, já que no início dos sintomas pode não haver. É muito mais simples executar medidas preventivas: você só precisa monitorar a umidade na sala onde os patos vivem, para reduzir as chances de aspergilose.

Salmonelose em patinhos

A salmonelose é uma doença infecciosa que afeta quase todas as aves, incluindo os patos. Os sintomas da doença são os seguintes:

  • mal-estar geral;
  • desejo constante de beber;
  • inchaço das mucosas e olhos, possível inflamação (sintoma semelhante à hepatite hepática);
  • o pássaro prefere não se levantar se cair;
  • fezes soltas, com impurezas de sangue e espuma;
  • as asas são abaixadas constantemente;
  • corrimento branco dos olhos, as penas geralmente espirram.

Apesar do tratamento, o pato ou o baço podem permanecer portadores da infecção; portanto, em 99% dos casos, o pássaro é abatido e a carcaça é descartada para não levar os patógenos adiante.

Pasteurelose em patos

Provoca a doença pasteurella, que entra no corpo do pássaro devido ao contato com um pássaro doente ou morto, roedores, bem como devido a erros no conteúdo. Infelizmente, os jovens são mais frequentemente afetados por essa doença, porque sua imunidade instável não tem força para combater o patógeno.

Sintomas:

  • Os patos procuram constantemente esconder a cabeça nas asas.
  • Penas se tornam desleixadas, sobressaem.
  • O apetite desaparece ou piora.
  • A natureza da respiração muda - torna-se mais frequente.
  • A descarga espumosa do nariz é observada com menos frequência - a partir dos olhos.
  • Diarréia.
  • Aumento dos indicadores de temperatura.

Como tratar pássaros? A cólera de pato, a pasteurelose ou a gripe aviária são ruins, mas ainda são tratáveis. Para um tratamento mais eficaz, os patinhos precisam receber vários antibióticos de diferentes grupos de uma só vez, embora a maneira mais fácil seja tomar medidas preventivas na forma de vacinas obrigatórias com a idade de um mês e depois a cada 3.

Parasitas no corpo de um pato

Equinostomatidose de pato de pato

A doença é causada pela ingestão de parasitas de pato - trematódeos (menos comumente - equinostomatóides). Na maioria das vezes, o pato é infectado com esses parasitas, comendo no ambiente natural, ou seja, em lagoas, rios ou lagoas, porque seus habitantes carregam parasitas. Aprenda sobre os sintomas:

  • comportamento letárgico;
  • diarréia frequente em patinhos;
  • apetite prejudicado.

O tratamento é selecionado dependendo da idade e peso do pássaro. Na maioria das vezes, os veterinários prescrevem gotas de fenossalol, que são adicionadas aos alimentos ou bebidas. Se houver pelo menos um caso de infecção parasitária no domicílio, deve-se realizar uma desinfecção completa das instalações com aves, a fim de destruir os parasitas de uma vez por todas.

Parasitas da pele

Os patos sofrem frequentemente de parasitas da pele, que causam muitos problemas aos seus donos. Esses parasitas são chamados poohoots, pois parasitam sob as penas, comendo cotão. Essas pragas são a resposta para a pergunta de por que os patinhos estão carecas. Seu número aumenta tão rapidamente que em poucos dias o pato não consegue comer, caminhar ou nadar normalmente.

Você pode ajudar o pato a si mesmo, para isso, você precisará comprar sprays ou pomadas antiparasitárias que sejam aplicadas o mais próximo possível da pele. Se isso não for suficiente, você pode adicionar os comprimidos dentro.

Vermes de pato

Os patos sofrem frequentemente de vermes. Isso ocorre devido ao contato com excrementos de pássaros, se não forem limpos em tempo hábil. Os sintomas da derrota dos vermes são:

  • imunidade diminuída, o que implica doenças frequentes dos patos
  • baixo ganho de peso por pequenos patinhos.

Apesar de os vermes não serem considerados uma doença grave, livrar-se dela não é tão simples. Mais uma vez, é preciso dizer que a prevenção é o melhor tratamento. É necessário monitorar a limpeza das casas, realizar desinfecção periódica. O mesmo se aplica ao território e às massas de água próximas.

Conclusão

Você aprendeu quais doenças são características de patos e patinhos, e sabe quais sintomas podem indicar o início da doença e qual tratamento pode ser. No entanto, é importante não esquecer que a prevenção é a parte mais importante dos cuidados com o gado, não o negligencie para que você não sofra perdas financeiras posteriormente. É necessário prestar atenção à ninhada, e se o animal tiver uma marcha lenta, ele se sentou e não se levantou - você deve entender imediatamente que esse é um sintoma de um círculo de doenças com manifestações semelhantes. Para determinar qual deles, você deve entrar em contato imediatamente com seu veterinário. É melhor não tomar nenhuma ação antes de sua conclusão e da nomeação do tratamento, porque dessa maneira você só pode causar danos.

Recomendado

1 dia lunar
2019
Quando administrar Trivitamin P a galinhas
2019
Os benefícios e malefícios do cordeiro para o corpo humano
2019